• Hidrolipo

    por  • 7 de abril de 2013 • 

    O que é Hidrolipo?

    A hidrolipo é a lipoaspiração com anestesia local e sedação, sendo esta feita pelo anestesista. Como existe um limite de área e volume a serem retirados com anestesia local, por vezes Dr. Zamarian indica a realização da hidrolipo em duas ou três etapas para retirada da gordura localizada, com intervalo de sete a dez dias entre elas. Da mesma forma que na lipoaspiração, as cânulas utilizadas na hidrolipo são bem finas, permitindo um resultado notável e regular. Essa técnica utilizando cânulas finas foi trasnportada para a lipoaspiração e, atualmente, as diferenças entre a lipoaspiração e hidrolipo estão na anestesia e quantidade que pode ser retirada de uma vez.

    Diferenças entre Hidrolipo e Lipoaspiração

    Basicamente, quem determina atualmente qual será a cirurgia a ser realizada em nossa avaliação, se lipo ou hidrolipo, é a quantidade de áreas a ser operada. De um modo geral, opta-se pela lipoaspiração, que é realizada sob sedação e anestesia local, quando esta precisa ser dividida em até duas etapas (exemplos: abdômen e flancos, ou flancos e culotes, e assim por diante). Quando as áreas a serem operadas são de número maior ou igual a três, optamos pela lipoaspiração ao invés da hidrolipo, por ser mais prática nesses casos e evitar um número exagerado de idas à sala de cirurgia.

    Exceções à regra são os pacientes que não podem se ausentar do trabalho por cinco a sete dias para a lipoaspiração, ou têm medo de outro tipo de anestesia que não a local, que é utilizada na hidrolipo. A cirurgia plástica de lipoaspiração é então realizada sob anestesia peridural e sedação. Em termos de resultado final, o aspecto das áreas operadas é o mesmo tanto na lipoaspiração quanto na hidrolipo, com a ressalva que aparentemente na hidrolipo existe uma retração maior dos tecidos após o procedimento, o que pode beneficiar os pacientes que têm algum grau de flacidez no abdômen. Isso pode ser devido à solução utilizada na hidrolipo Londrina ser diferente da utilizada na lipo. Para obter os benefícios disso durante uma lipoaspiração convencional em pacientes com um pouco de flacidez, utilizamos a mesma solução nessa cirurgia somente para realizar a infiltração do abdômen.

     

    Quem pode se submeter à Hidrolipo?

    Normalmente, pacientes dentro ou perto do seu peso ideal, pois o procedimento de hidrolipo é realizado para remover gordura localizada, e não para emagrecer. A hidrolipo tem sido bastante procurada por homens, devido à praticidade, por mulheres que não podem se ausentar do trabalho ou escola e por pessoas de ambos os sexos que temem outros tipos de anestesia e preferem a praticidade e segurança da anestesia local. Pacientes com pressão alta, diabetes ou problemas de tireóide, por exemplo, devem compensar essas doenças com uso adequado de medicamentos sob orientação médica específica a fim de desfrutarem dos benefícios da cirurgia plástica de hidrolipo.

     

    Áreas que podem ser submetidas a Hidrolipo Aspirativa

    Áreas onde se costuma realizar a Hidrolipo:

    • submento (queixo);
    • dorso alto (costas);
    • flancos;
    • abdômen;
    • culotes;
    • bananinhas;
    • face interna de coxas;
    • joelhos;
    • braços;
    • e região pubiana.

     

    Medicamentos que devem ser suspensos antes da Hidrolipo

    Existem alguns medicamentos que, por interferirem com a coagulação, com os sedativos ou com a adrenalina, devem ser suspensos quinze dias antes e depois dos procedimentos de hidrolipo, entre eles: AAS (aspirina, alka seltzer, bufferin), ginko biloba, arnica, antidepressivos tricíclicos (amitriptilina, clomipramina, nortriptilina, etc), anticoagulantes orais (marcumar, marevan, etc), moderadores do apetite e medicamentos para emagrecer (anfetaminas, sibutramina, etc). Os ansiolíticos, de um modo geral, e medicamentos para dormir não precisam ser descontinuados antes ou depois da hidrolipo.

     

    Exames necessários Antes de se Realizar a sua Hidrolipo

    Antes de se realizar a hidrolipo, Dr. Zamarian solicita os seguintes exames para a adequada avaliação do estado de saúde do paciente, reforçando a segurança do procedimento:

    • Hemograma completo + plaquetas
    • TAP com INR + KPTT
    • Uréia
    • Creatinina
    • Glicemia em jejum
    • Proteínas totais e frações
    • Urina I
    • Eletrocardiograma
    • Risco cirúrgico (avaliação com cardiologista)

     

    Quais os medicamentos utilizados pelo anestesista para sedação na Hidrolipo?

    Depende de cada paciente, mas o arsenal de medicamentos que o nosso anestesista, Dr. Hussein Fayez Mohana, utiliza para sedação durante a hidrolipo inclui:

    • Midazolam
    • Diazepam
    • Ketamina
    • Propofol
    • Fentanila

    *Nenhum dos medicamentos acima pode ser encontrado na forma injetável, como utilizamos, nas farmácias.

     

    O procedimento da Hidrolipo

    Hidrolipo em Londrina, ParanáAntes de se iniciar a cirurgia de hidrolipo, Dr. Walter Zamarian Jr. realiza uma marcação com caneta especial na área a ser aspirada com a paciente em pé, para uma maior visão da gordura a ser removida. Em seguida, a paciente é submetida a uma sedação venosa pelo anestesista e a anestesia local é realizada sem dor. Inicia-se a cirurgia com a injeção de soro fisiológico com anestésico, respeitando a quantidade segura de lidocaína para cada paciente, de acordo com o peso corporal. Após a injeção do líquido, a gordura fica mais fácil de sair durante a lipoaspiração, além se haver menor chance de equimoses (roxo) devido à adrenalina presente na solução. A hidrolipo aspirativa é então iniciada, utilizando-se para isso cânulas finas acopladas a um aparelho de succção (lipoaspirador ou vácuo). A gordura é armazenada em um frasco e seu volume é medido ao final de cada procedimento. A cirurgia plástica de hidrolipo Londrina é finalizada com sutura invisível (pontos absorvíveis de vicryl 4-0 subdérmicos e cola de cianoacrilato na superfície).

    A hidrolipo é uma cirurgia plástica realizada no centro cirúrgico com toda a segurança, mas não há a necessidade de internação, havendo alta duas horas após o procedimento do centro cirúrgico direto para casa. As pacientes operadas pelo Dr. Zamarian têm uma recuperação rápida e sem a necessidade de se ausentar do trabalho ou do estudo.

    Com a retirada média de 1000ml de gordura por sessão de hidrolipo Londrina, a hidratação pode ser realizada pela paciente com soluções salinas em casa via oral, como Gatorade e água de côco, estando indicada a ingestão desses líquidos nos primeiros três dias após cada etapa. Caso seja de desejo da paciente retirar um volume maior, deve ser então realizado na forma de lipoaspiração convencional, com anestesia peridural e sedação e a paciente deve permanecer 24 horas internada para hidratação venosa, para se evitarem tontura e outras complicações no pós-operatório. A quantidade segura de anestésico local utilizada em cada etapa de hidrolipo limita tanto a área que pode ser lipoaspirada por etapa, quanto o volume de gordura retirado. A imprudência tanto por parte do paciente quanto por parte do profissional em não respeitar esses limites é o que pode tornar o procedimento inseguro e suscetível às complicações relacionadas à dose tóxica de lidocaína e ao desequilíbrio hidroeletrolítico.

    Assim como na lipoaspiração, a drenagem linfática é iniciada no quinto dia após a cirurgia de hidrolipo, e o Dr. Zamarian conta com uma equipe de três fisioterapeutas que realizam o tratamento de drenagem linfática, endermologia, ultrassom, entre outros. Entre em contato com a Clínica Zamarian e agende uma avaliação sobre hidrolipo.

     

    Cuidados pós-operatórios da Hidrolipo

    Após as sessões de hidrolipo realizada pelo Dr. Walter Zamarian Jr., cada paciente é orientado a dormir um mês de barriga para cima, para não inchar mais de um lado que do outro. Além disso, deve-se permanecer afastado de exercícios físicos como academia também pelo período de um mês. A quantidade de sessões de drenagem linfática ou endermologia após uma hidrolipo pode variar, mas são realizadas, em média, doze sessões no período de um mês. A cinta ou malha compressiva deve ser utilizada diariamente por dois meses, sendo que, após o primeiro mês, pode-se retirar para ir a algum evento e, posteriormente, voltar a colocá-la. A cola normalmente cai sozinha por volta do sétimo ao décimo dia. Caso demore mais para cair, ela é retirada no consultório em até três semanas.

     

    Segurança na realização da Hidrolipo

    Segundo o Conselho Federal de Medicina, procedimentos que envolvem aspiração de gordura, como no caso da hidrolipo, que retiram até 1000ml, podem ser realizados de forma ambulatorial e terem alta no mesmo dia. Assim, Dr. Zamarian respeita esse limite e realiza a hidrolipo sob anestesia local e sedação e com retirada de 1000ml por área, com intervalo de 7 a 10 dias entre uma etapa e outra, para permitir completa metabolização dos anestésicos locais. Outro detalhe sobre os anestésicos locais é que em cada etapa de hidrolipo respeita-se a dose máxima de anestésico por kilo da paceinte, evitando assim a complicação de intoxicação por anestésicos locais. A hidrolipo é assim realizada de forma segura na Clínica Zamarian e nossa taxa de complicações vem sendo praticamente 0%.

     

    Resultados da Hidrolipo

    Por volta da terceira semana é que o paciente começa a enxergar os resultados da hidrolipo realizada. Aos dois meses de pós-operatório, conseguimos visualizar aproximadamente noventa porcento do resultado e é quando fazemos fotos novamente (as primeiras são feitas antes da cirurgia). O restante do inchaço desaparece ao longo de seis meses, em média.

     

    Qual a solução de infiltração utilizada na Hidrolipo Londrina?

    • Soro Fisiológico 0,9% – 500ml
    • Lidocaína 2% – 30ml
    • Bicarbonato de sódio 8,4% – 10ml
    • Adrenalina 1:200.000 – 1ml

     

    E na Lipoaspiração Convencional?

    • Soro Fisiológico 0,9% – 500ml
    • Adrenalina 1:200.000 – 1ml

     

    Quais as possíveis complicações da Hidrolipo?

    Na Clínica Zamarian de Cirurgia Plástica Estética e Reparadora em Londrina, Paraná, Brasil, o procedimento de Hidrolipo é realizado com bastante segurança e nunca houve um incidente grave ou algo que tenha causado comprometimento do resultado. Listaremos aqui algumas das complicações possíveis e descritas na literatura relacionadas à hidrolipo, procurando cofrontar com nossa experiência:

    Trombose Venosa Profunda

    Trata-se da formação de um coágulo na intimidade das veias, normalmente em uma das pernas, decorrente de um estado de hipercoagulabilidade do paciente, associado a uma pobre hidratação venosa durante e após o procedimento de hidrolipo realizado. Fatores predisponentes para isso incluem uso de anticoncepcional, obesidade, história de cirurgias ou fraturas pélvicas, tabagismo, entre outros. O diagnóstico normalmente se dá clinicamente através de um inchaço maior no lado acometido, podendo ter empastamento da panturrilha e dor à flexão dorsal do pé. A confirmação é com doppler venoso de membros inferiores (ultrassom). Na Clínica Zamarian nunca foi diagnosticado um caso de trombose venosa profunda após uma hidrolipo ou lipoaspiração.

    Tromboembolismo Pulmonar – TEP

    Quando ocorre uma trombose venosa profunda de membros inferiores, esse coágulo pode viajar e parar nos pulmões. A consequência pode variar de tosse seca, falta de ar, chiado no peito e até insuficiência respiratória. Essa ocorrência é ainda mais rara que a trombose venosa profunda.O diagnóstico é cofirmado por um exame denominado angiotomografia torácica. O tratamento é feito com anticoagulantes por um período médio de seis meses, da mesma forma que na trombose venosa profunda, uma vez que estão intimamente relacionados. Em nossa experiência, nunca tivemos um caso de tromboembolismo pulmonar decorrente de hidrolipo.

    Embolia Gordurosa

    Quando pedacinhos de gordura viajam nas veias e páram nos pulmões, ocorre a embolia gordurosa. Mais rara ainda que os dois citados anteriormente, a embolia gordurosa pode ser por vezes de causa incerta, mas pode ser muito facilmente evitada se o cirurgião plástico realizar a cirurgia somente na superfície, no tecido celular subcutâneo. Isso porque na gordura normalmente os pequenos vasos sanguíneos não são rompidos e uma célula grande de gordura não consegue entrar neles. O risco aumentaria se o cirurgião inadvertidamente aprofundasse a lipoaspiração e lesasse vasos musculares, que são mais calibrosos e que poderiam carregar gordura. Dr. Zamarian nunca teve um caso de embolia gordurosa após a hidrolipo ou a lipoaspiração.

    Infecção

    Esse é um risco inerente a toda e qualquer cirurgia, inclusive às cirurgias plásticas e à hidrolipo Londrina. Entretanto, a antissepsia adequada, como realizada pelo Dr. Zamarian com clorexidine degermante e álcool a 70% reduz drasticamente o risco de infecção após a hidrolipo e todas as cirurgias plásticas que realiza. Como toda infecção de sítio cirúrgico, os sinais clínicos de hiperemia, edema, calor local e desconforto ocorrem entre o quinto e o sétimo dias da cirurgia. A utilização de antibiótico profilático por 48 horas após a cirurgia plástica de hidrolipo e o fato de o Dr. Zamarian realizar todos os procedimentos de hidrolipo em centro cirúrgico fazem com que esse procedimento seja bastante seguro e não temos registrado em nossa experiência nenhuma ocorrência de infecção após a hidrolipo e nem após nenhuma lipoaspiração, em todos os anos que Dr. Zamarian operou em Londrina, Paraná, Brasil.

    Irregularidade de Contorno

    Trata-se de um excesso residual de gordura localizado ou uma pequena aderência por fibrose. No caso da aderência, normalmente é desfeita com a endermologia, que tem seu efeito máximo quando iniciada antes de completar um mês da cirurgia. Apesar do que algumas pessoas pensam, a endermologia não é capaz de causar uma flacidez na pele se iniciada logo após a cirurgia. Quando a um pequeno excesso localizado de gordura, isso pode ocorrer em cerca de 4% das pacientes que se submetem à hidrolipo, em nossa experiência, e seu tratamento inicial constitui na aplicação de corticóide para atrofiar a gordura, tratamento este que deve ser repetido a cada 3 ou 4 semanas. Somente após não haver o resultado esperado com o corticóide é que optamos pela revisão daquela hidrolipo com anestesia local e sedação em um procedimento rápido e ambulatorial. Dessa forma, a alta de cada paciente submetido a hidrolipo está condicionada ao resultado por nós plenamente satisfatório.

    Seroma

    Não sendo necessariamente uma complicação, mas sim um acontecimento relativamente frequente quando se retiram grandes volumes de gordura em uma hidrolipo ou lipoaspiração, o seroma pode ser formar no espaço morto deixado pela retirada de gordura e que o organismo tenta preencher com líquido amarelo-citrino, claro. Os lugares mais comuns de ocorrência de seroma após uma hidrolipo são, em ordem decrescente:

    1. região sacral
    2. flancos
    3. culotes
    4. abdômen

    O seroma não traz complicações e não interfere com o resultado da cirurgia, a não ser nos casos em que ele não é identificado e tratado adequadamente. A negligência no tratamento do seroma pode causar um aumento de volume persistente na região, que pode durar por até seis meses, se for na região sacral, ou ser permanente, se for no culote, por exemplo. Assim, cabe ao cirurgião plástico realizar uma pesqueisa ativa por seroma no pós-operatório e realizar as punções seriadas que podem ser desde uma vez por semana até a cada dois dias. Existem alguns medicamentos que o Dr. Zamarian abre mão para acelerar a absorção do seroma e que inibem sua formação, que são a associação de Decadron com Higroton. Na Clínica Zamarian, identificamos seroma em cerca de 20% dos pacientes submetidos a hidrolipo, sobretudo quando realizam grandes retiradas nos flancos. Nossa estatística de seroma em hidrolipo pode parecer um pouco alta, mas é fruto de uma busca ativa até por pequenos volumes, não deixando passar nenhum caso sem completa avaliação, diagnóstico e tratamento, ou somente medicamentoso, ou com punções seriadas.

    Hematoma

    São raríssimos casos de hematoma em hidrolipo ou mesmo em lipoaspiração, na literatura, pois são procedimentos praticamente sem cortes ou lesões de vasos sanguíneos. Pode ocorrer sobretudo em pacientes que inadvertidamente tomam arnica ou aspirina, pois os distúrbios de coagulação são identificados e tratados antes da cirurgia plástica de hidrolipo Londrina.

    Intoxicação por Anestésicos Locais

    A hidrolipo é realizada sob anestesia local e, por esse motivo, deve-se respeitar o cálculo de dose máxima de anestésico local a ser utilizado em cada paciente, de acordo com seu peso. Assim, a hidrolipo pode necessitar de mais de uma etapa para completo resultado, a fim de se manter a total segurança em todos os sentidos. Os primeiros sintomas de intoxicação por anestésicos locais após uma hidrolipo ou outro procedimento realizado sob anestesia local ocorrem após 12 a 13 horas do procedimento e incluem, nessa ordem, gosto metálico na boca, obnubilação (torpor) e arritmia cardíaca. Nunca tivemos um único caso de intoxicação por anestésicos locais, nem após hidrolipo e nem após qualquer outra cirurgia plástica sob anestesia local.

     

    Resoluções do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre Lipoaspiração e Hidrolipo

    Todos os procedimentos realizados pelo Dr. Zamarian, incluindo a hidrolipo e lipoaspiração, seguem as normas contidas nas Resoluções do Conselho Federal de Medicina, em especial as de números 1.409/94 e 1.711/03. Esta última reconhece que a lipoaspiração é um ato de CIRURGIA PLÁSTICA, e estabelece os parâmetros de segurança dos procedimentos de lipoaspiração.

     

    Agende uma consulta sobre Hidrolipo Londrina com Dr. Walter Zamarian Jr.

    Para agendar uma consulta com Dr. Zamarian para conversar sobre hidrolipo abdomen, hidrolipo flancos, hidrolipo culotes ou outra modalidade de cirurgia plástica do tipo lipo light, entre em contato com a Clínica Zamarian em Londrina, Paraná.

     

    Nosso Vídeo sobre Lipoaspiração


    Apresentação em vídeo pelo Dr. Walter Zamarian Jr. sobre Lipoaspiração – Hidrolipo – Lipoescultura.