• Lipoaspiração

    por  • 7 de abril de 2013 • 

    O que é a Lipoaspiração?

    Do grego, lipo significa gordura. A é uma cirurgia plástica que reduz o excesso do volume de gordura, por aspiração da mesma, em áreas que são difíceis de reduzir com os métodos tradicionais, como a dieta e o exercício físico. A cirurgia plástica de lipoaspiração Londrina reduz e redefine o contorno corporal. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a lipoaspiração não é realizada para perder peso e nem deve ser indicada para esta finalidade, tendo em vista que a maior mudança se dá pela melhora da silhueta do paciente e não na balança.

    A cirurgia plástica de lipoaspiração se inicia com uma mínima incisão (aproximadamente 2 cm) no local onde vai ser retirada a gordura. Em seguida, por esta incisãopara lipoaspiração, o cirurgião plástico insere uma agulha, conhecida por agulha de Klein para infiltração, para que possa infiltrar uma solução salina na região a ser aspirada. Após realizada a infiltração, a agulha de Klein é trocada por uma cânula aspirativa, a qual deverá promover a aspiração da gordura. A cânula de lipoaspiração é inserida pela mesma incisão atingindo até a camada profunda de gordura. O cirurgiao plastico, ao realizar movimentos repetidos (frente-atrás) durante a lipoaspiração, descola a gordura da pele. A gordura que se solta é imediatamente aspirada pelo aparelho de sucção que está acoplado à cânula de lipospiração e é nele em que a gordura fica armazenada.

     

    A lipoaspiração é uma cirurgia segura, desde que seja realizada por um cirurgião plástico capacitado e em um hospital bem equipado.

     

    História da Lipoaspiração

    Quando tratamos de técnicas para dar melhor contorno ao corpo e para retirada de gordura, o primeiro caso em que se vem em mente teve seu marco em meados de 1920, data aproximadamente 1926. O cirurgião francês Charles Dujarier se propôs a atender o pedido de Mademoiselle Geoffre, modelo famosa da época, que queria melhorar o visual de suas pernas. Charles Dujarier resolveu o problema da modelo com um bisturi apenas. Essa experiência foi um tanto quanto trágica. Dujarier cortou manualmente com um bisturi os pedaços de gordura da perna de Geoffre. Porém, a tensão da sutura foi responsável pela gangrena de sua perna, tendo que ser amputada posteriormente. As conseqüências disto foram severas com Charles Dujarier, mas ainda mais com a incipiente cirurgia plástica da época que foi, praticamente, banida. Anos depois, a cirurgia plástica reconquistou seu status, sendo permitida somente quando houvesse informação e consentimento do paciente.

    Já em 1974, o ginecologista italiano Giorgio Fischer, juntamente ao seu pai, o pioneiro da cirurgia plástica na Itália, Arpad Fischer, criou a técnica da lipoaspiracao, a qual tinha por objetivo remover a gordura em excesso de certas regiões do corpo. Essa técnica consistia em descolar a gordura do tecido por um pequeno instrumento fino e cilíndrico, que tinha uma abertura em sua extremidade, conhecido como cureta fenestrada. Depois de descolada pela cureta, a gordura seria aspirada por um aparelho de sucção.

    Embora sua experiência de remodelar o corpo aspirando gordura tenha sido mais bem sucedida que a de Charles Dujarier, esta primeira técnica de lipoaspiração se tornou quase inviável, na medida que era muito arriscada, por ser feito o descolamento e a aspiração da gordura “a seco”, promovendo muito sangramento (perda de sangue) e gerando grandes riscos de possíveis complicações no pós-operatório, inclusive de deformações na própria pele. Além disso, por ser a outra extremidade da cureta muito afiada, ela acabava danificando desnecessariamente os nervos, prejudicando também parte do tecido muscular.

    Perder Barriga com a LipoaspiraçãoQuatro anos depois, em 1978, com alguns estudos, os cirurgiões franceses Yves-Gerard Illouz e Pierre-Francois Fournier, aperfeiçoaram a técnica de lipoaspiração criada por Fischer com o uso de uma cânula sem gume (que não tinha extremidade cortante), dita de ponta romba. As melhoras nos resultados da cirurgia plástica de lipoaspiração foram muito apreciadas, pois se perdia menos sangue durante a liposapiração, consequentemente se tinha um período de recuperação menor.

    Depois de algum tempo, em 1982, o cirurgiao plastico frances Yves-Gerard Illouz, criou sua própria técnica de Lipoaspiração. O chamado “método Illouz” também conhecido por lipoaspiração úmida, consistia numa técnica de lipólise assistida, na qual o cirurgião plástico passou a injetar um fluído (solução salina) nos tecidos adiposos da região a ser operada, criando assim um espaço maior entre o músculo e o referido tecido, facilitando a retirada do mesmo, diminuindo assim os riscos de sangramento e hematomas. Sua técnica de lipoaspiração ficou famosa no mundo inteiro. Cirurgiões plásticos de todas as nacionalidades iam visitar Paris para ver mais de perto o método Illouz de lipoaspiração.

    Como consequência da expansão do método Illouz de lipoaspiração por todo o mundo, os dermatologistas americanos Jeffrey Klein e Patrick Lillis desenvolveram a técnica tumescente de se realizar a Lipoaspiração, como uma Lipo Super-Úmida, em 1987.

    A palavra “tumescente” significa “inchado”, portanto, a Lipoaspiração Tumescente consiste em injetar maior quantidade de solução salina, aproximadamente de 5 vezes a quantidade do tecido a ser removido, na área a ser aspirada. Todo esse líquido é injetado para que um espaço seja criado entre o músculo e o tecido adiposo. Essa inserção de líquido faz com que o tecido fique, literalmente, inchado e firme, afrouxando as células de gordura. Isso permite que o cirurgião plástico, ao realizar a lipoaspiracao, possa fazer mais movimentos, sem prejudicar paciente. Apesar desta técnica de lipoaspiração não parecer muito diferente daquela desenvolvida por Illouz, o grande diferencial está no líquido injetado: Klein e Lillis adicionaram à solução salina de lipoaspiração duas novas substâncias, quais sejam, a lidocaína, que é um anestésico e a epinefrina, uma droga que contrai os vasos sanguíneos, evitando maiores sangramentos. Apesar deste procedimento de lipoaspiração já envolver um anestésico, que, no caso, é a lidocaína, ele exige anestesia local, pois a lidocaína injetada se encontra em pequena quantidade. Uma pequena desvantagem dessa técnica de lipoaspiração é que ela estende o tempo de duração de uma lipoaspiração comum (pelo método Illouz), passando assim, a ser um pouco mais demorada.

    A técnica moderna de Illouz para lipoaspiracao é a mais utilizada até hoje por cirurgiões plásticos de todo o mundo para retirar parte da gordura em excesso do corpo, remodelando e promovendo novos contornos do mesmo. Já a técnica tumescente da Lipoaspiração continua sendo utilizada para realização da Hidrolipo, Mini Lipo ou também conhecida por Lipo Light.

     

    Lipoaspiração e Lipoescultura: Qual a diferença?

    A Lipoaspiração é a retirada da gordura localizada por uma cânula acoplada a um aparelho de sucção. A Lipoescultura se difere sutilmente da Lipoaspiração, pois, consiste na retirada de gordura de uma área, aspirando-a, e, logo em seguida, essa gordura retirada é enxertada em outra região do corpo que precisa de um maior preenchimento como, por exemplo, nos glúteos, sulcos da face, lábios, etc. Este é o procedimento conhecido por Lipoescultura.

     

    Lipoaspiração x Gordura

    Lipoaspiração de gordura nos culotes em Londrina, Paraná, BrasilA cirurgia plástica de lipoaspiração é 100% eficaz na retirada de gordura em excesso, gordura localizada, gordura difícil de perder e até gordura persistente mesmo com a combinação de dieta e exercícios. A cânula utilizada na cirurgia plástica de lipoaspiração atinge o tecido adiposo, onde se encontra a gordura a ser retirada. O número de células de gordura é realmente diminuido e seu resultado é o mais confiável, quando comparado com outras formas de se perder medida, como o uso de aparelhos ou de substâncias injetadas.

    O tecido adiposo é uma especialização do tecido conjuntivo (conhecido também por tecido conectivo) e é constituído por adipócitos, ou seja, células que armazenam a gordura.

     

    O que é a Gordura?

    A gordura é o termo popular e genérico para se referir a um grupo específico de lipídios. Os lipídios são biomoléculas orgânicas compostas, em parte maior, pelo hidrogênico, oxigênio e carbono.

    Adipócitos - as células que armazenam a gorduraAs gorduras em si são sintetizada pela junção de três ácidos graxos a uma molécula de glicerol, formando um triéster. Devido à forma como se sintetizam, as gordura também são conhecidas por triglicerídeos, triglicérides ou, em seu termo mais correto, triacilgliceróis, denominados Gordura Simples. Os triglicerídeos constituem as gorduras mais abundantes do corpo humano, tendo em vista que 95% da gordura corporal está na forma de triglicerídeos. As células que armazenam a gordura no organismo são chamadas de adipócitos.

    Usualmente, quando falamos em aspirar a gordura na cirurgia plástica de Lipoaspiração Londrina, nos referimos à forma sólida de gordura, que pode ser encontrada na hipoderme (ou tecido celular subcutâneo), a camada de gordura que se encontra abaixo da derme.

     

    Lipogênese: a formação de Gordura no Corpo

    A gordura pode se formar em nosso corpo por alguns fatores determinados que são os elementos hormonal, nutricional e genético.

    Pelo fator hormonal, a formação de gordura se dá devido ao desequilíbrio dos hormônios no corpo. São eles os principais hormônios que interferem no ganho de peso: cortisol, insulina e GH (Growth Hormone), conhecido por hormônio do crescimento. Vejamos como esses hormônios influenciam no ganho de peso:

    Cortisol

    Cortisol é um hormônio (ou hormona) corticosteróide que tem atuação antagônica a da insulina e, por conseguinte, análoga a do glucagon. Sua produção é realizada pela glândula supra-renal e seu pico se dá pela manhã. Quando em equilíbrio, o cortisol controla a assimilação dos nutrientes em nosso corpo. Já o desequilíbrio do cortisol se dá pelo stress, servindo como “reação” ao mesmo. O indivíduo sob efeito do stress aciona o cortisol fora de hora e como problema maior ainda dos dias de hoje é que existe o indivíduo que vive em strss crônico. Ao acioná-lo fora de hora, o cortisol acaba se tornando excessivo e esse excesso faz com que o indivíduo tenha fome, abrindo seu apetite, bem como estimula a produção de adipócitos, especialmente na região abdominal. Como consequência disto, eleva a pressão arterial, permite o aumento da glicose no sangue além de suprimir o sistema imune. As características de oscilação do hormônio cortisol são: rosto arredondado, gordura localizada na região das “saboneteiras” ou flancos, excesso de gordura ao redor do tronco, porém, braços e pernas finas, e também na barriga, onde aparecem estrias arroxeadas em volta.

    Insulina

    Insulina é o hormônio responsável, principalmente, pelo controle da taxa de glicose no sangue, também conhecida por glicemia, promovendo sua entrada para dentro das células. As células produtoras de insulinas são conhecidas por ilhotas de Langerhans, mais especificamente células beta, situadas no pâncreas. Uma ilhota é um conjunto de células que se apresentam em forma de esfera. Esse delicado e complexo conjunto de células são responsáveis pelo nível de glicose no sangue. As células que compõe a ilhota de Largerhans são, entre outras, as células alpha, beta e delta. As células beta são as que produzem e liberam a insulina. A insulina é acionada, principalmente, depois da refeição, fazendo com que a glicose entre nas células, garantindo a energia para o bom funcionamento do organismo. Quando em excesso por jejuns prolongados ou alimentação com excesso de carboidratos refinados, a insulina causa uma sensação de insaciedade mesmo quando o indivíduo está bem alimentado, devido a grande quantidade circulando no sangue, levando a um ciclo vicioso de querer comer a toda hora. Além disto, o excesso da insulina também estimula a produção de adipócitos, fazendo com que o corpo possa armazenar mais gordura.

    GH

    GH (Growth Hormone), o hormônio do crescrimento, é produzido durante o sono profundo. Entre outras funções, ele aumenta a massa magra e preserva a musculatura, além de quebrar as moléculas de gordura para transformá-las em energia, ajudando a manter o peso. Caso haja um desequilíbrio do GH, o excesso dele faz o indivíduo perder a massa magra, consequentemente, ativando a produção de adipócitos, também há ganho de peso.

    Já pelo fator nutricional, o ganho de peso se dá pela alimentação:

    Ao ingerirmos carboidratos quando nos alimentamos, eles são transformados em glicose, e a glicose passa a correr na corrente sanguínea.

    Quando a concentração de glicose depositada no sangue ultrapassa o seu limite máximo, seu excesso é removido pelo fígado, e este, o armazena em seu interior sob a forma de glicogênio.

    Diante disso, é correto afirmar que ao ingerirmos glicose, conseqüentemente aumentaremos a concentração de glicogênio dentro do fígado.

    Por sua vez, quando em excesso, o glicogênio é quebrado pelo fígado tendo seu excedente eliminado no sangue e, conseqüentemente, a concentração de ácidos graxos na corrente sanguínea será aumentada.

    O excesso de ácidos graxos no sangue é removido pela pele, e esta, o armazenará dentro de células conhecidas como adipócitos (células armazenadoras de gordura). Este armazenamento ocorrerá sob a forma de gordura.

    Os nutrientes em excesso, que não as gorduras, são transformados prontamente em gordura para ser armazenados.

     

    Lipólise: a “queima” da Gordura armazenada no Corpo

    Lipólise: a queima de gorduraA lipólise é exatamente o processo contrário da lipogênese. Quando o sangue está com concentração de glicose abaixo do normal, ele recebe glicose do fígado resultante da quebra do glicogênio.

    O fígado, por sua vez, para manter seu nível de glicogênio estável, retira ácidos graxos do sangue, transformando-os em glicogênio.

    Quando o sangue, que teve os ácidos graxos removidos pelo fígado, chega até a pele, esta, quebra a gordura armazenada em seus adipócitos e a introduz no sangue sob a forma de ácidos graxos.

    Os fatores que influenciam a lipólise e a lipogênese são: ingestão calórica, gasto energético, hormonal, psicológicos, sócio-familiares e hereditário.

    Curiosidades

    Pessoas portadoras de hipoglicemia não conseguem fazer a lipólise, pois este é um distúrbio que a inibe.

    A maior parte da gordura do corpo fica disponível para a produção de energia, especialmente durante o exercício prolongado.

     

    Quais as Funções da Gordura em nosso Corpo?

    A Gordura, considerada vilã por quem quer emagrecer, apesar de promover contornos corporais desiguais e deixar nossa silhueta inestética quando em excesso, é vital por desempenhar várias funções importantes em nosso corpo:

    A Gordura como fonte e reserva de energia

    A gordura é uma das fontes de energia concentrada de nosso corpo, a qual é utilizada em segundo plano pelas células. A fonte de energia primária das células vem dos glicídios (carboidratos como fonte de energia). A gordura é considerada a fonte ideal de energia pois suas moléculas tem capacidade de carregar grande quantidade de energia, sendo que cada grama de gordura tem 9 kcal. Além disso, a gordura é facilmente transportada e armazenada pelo nosso organismo e é transformada prontamente em energia. Quando faltam carboidratos (fonte primária de energia) e a gordura (fonte secundária de energia), nosso corpo recorre à proteína para obter energia, desvirtuando a proteína de sua principal função que é a síntese e reparo de tecidos. O uso da proteína como fonte de energia em nosso corpo é prejudicial à saúde, causando redução de nossa massa muscular magra.

    A Gordura como isolante e regulador térmico

    A camada de gordura localizada imediatamente abaixo da pele, por mais fina que seja, desempenha imporante função como isolante térmico, ou seja, dificulta a dissipação de calor, mantendo a temperatura corporal interna, bem como também regula a temperatura interna nos seres humanos, que são seres endodérmicos.

    A Gordura como elemento de certas membranas

    A gordura pode servir como elemento que compõe algumas membranas existentes em nosso corpo.

    A Gordura como facilitadora de reações químicas

    No interior do nosso corpo reações químicas como, por exemplo, transformações, acontecem o tempo todo. Existem determinadas reações químicas que ocorrem mais facilmente com a ajuda de alguns tipos de gordura, quais sejam, hormônios sexuais, transporte de vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E, K) e as prostaglandinas, que promovem maior permeabilidade capilar e influenciando no processo de transporte células a um determinado gradiente químico (quimiotaxia).

    A Gordura como amortizadora

    Nesta função, a gordura está servindo como proteção contra choques mecânicos em nosso corpo. Ela fica como escudo protetor contra um possível traumatismo dos nossos órgãos vitais, que são cérebro, medula espinhal, coração, fígado, rins, etc. Nosso corpo reserva até 4% da gordura corporal total para este fim.

    A Gordura como sustentação

    A perda destes tecidos, seja devido aos processos degenerativos do envelhecimento ou eficiência dos ácidos graxos essenciais por carência nutricional, disfunção digestiva ou metabólica, é uma das principais causas da formação das rugas e deformação da silhueta do corpo.

     

    Distribuição Ginóide de Gordura x Distribuição Andróide de Gordura: os locais de maior incidência de Gordura na Mulher e no Homem

    Distribuição da gordura no homem e na mulherQuando se encontram perto de seu peso ideal, a Gordura representa cerca de 25% do peso corporal das mulheres e 15% dos homens, lembrando que as mulheres têm maior facilidade de acúmulo de gordura que os homens.

    Geralmente, o depósito de gordura nas mulheres acomete formações de gordura localizada nas regiões do quadril e das coxas, constituindo a assim chamada distribuição ginóide de gordura. Nos homens, o depósito de gordura acontece predominantemente na região do abdômen, a chamada distribuição andróide. Isso deve ser levado em consideração pelo cirurgião plástico durante a avaliação para lipoaspiração.

    Mas por que isso ocorre?

    Segundo alguns estudos realizados, o estrogênio promove a diminuição da habilidade do organismo da mulher em queimar energia após comer, fazendo com que resulte em mais gordura a ser armazenada ao redor do corpo. Esta pesquisa sugere também que o provável motivo disto seria preparar a mulher para os períodos relacionados a gravidez. Porém, ainda não há uma explicação concreta e certa para isto.

     

    A Escolha do Cirurgião Plástico que vai realizar sua Lipoaspiração

    A escolha do cirurgião plástico que vai realizar sua lipoaspiracao é muito importante. O cirurgião que vai realizar sua lipoaspiração Londrina deve ser qualificado e altamente treinado em cirurgia plástica, conforme indicação do CFM (Conselho Federal de Medicina), órgão legislativo máximo de medicina atualmente no Brasil. Além disso, não só deve ser o médico especializado em cirurgia plástica para realizar a lipoaspiração como não pode ser qualquer outro médico que não seja cirurgiao plástico, ou seja, o CFM balizou a realização da cirurgia de lipoaspiração aos cirurgiões plásticos no Brasil, conforme consta no Artigo 1º da Resolução do CFM Nº 1.711, DE 10 de dezembro de 2003. Isso quer dizer que a lipoaspiração é uma cirurgia plástica a ser realizada por um cirurgião plástico, e não por dermatologistas, cirurgiões gerais, clínicos gerais, ginecologistas, entre outros. Certamente, o CFM reservou somente aos cirurgiões plásticos a possibilidade de realizar a lipoaspiração por se tratar de uma cirurgia que requer muita experiência e formação especializada por parte do médico. Além disso, caso venha acontecer alguma complicação durante a cirurgia de lipoaspiração, um cirurgião plástico bem treinado saberá resolver o problema com mais facilidade.

    Dr. Walter Zamarian Jr. - Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia PlásticaUma dica para escolher corretamente o cirurgiao plástico para realizar sua lipoaspiração é conferir se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, órgão que confere a especialidade de cirurgia plástica ao cirurgião no Brasil, realizando uma série de exames orais e escritos para isso, conferindo, assim, confiabilidade aos seus membros e servindo como parâmetro de qualificação do profissional para os pacientes. Há também a possibilidade de o cirurgiao plástico ter certificados internacionais, portanto, para os pacientes mais exigentes, conferir se além do certificado nacional, seu cirurgião tenha certificado internacional, como o da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica. Estes certificados garantem que o cirurgião plástico teve reconhecimentos extras no campo da cirurgia plástica. Além de ser formado em cirurgia plastica, o cirurgião precisa ser exímio em contorno corporal para realizar a lipoaspiração, ser capaz de realizar lipoaspirações com segurança e bons resultados, informar o paciente das vantagens e desvantagens da lipoaspiracao para o seu caso, sanar suas dúvidas, bem como ser claro e explicar que a cirurgia plástica de lipoaspiração não tem indicação para emagrecimento, e, sim, para melhorar a silhueta, removendo apenas as gorduras localizadas. O paciente deve tomar cuidado com promessas milagrosas, especialmente quando estiver muito fora do peso ideal.

    Dr. Walter Zamarian Jr. é cirurgiao plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e, também, membro internacional da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica. Fez sua residência em cirurgia plástica com o ilustre Dr. Ivo Pitanguy no Rio de Janeiro, onde aprendeu todos os detalhes sobre lipoaspiração. Atua nas cidades de Londrina e Cornélio Procópio, tendo sua Clínica localizada em região nobre de Londrina. Oferece procedimento de ponta para realização da lipoaspiração, considerando seus bons anos de experiência no ramo da cirurgia plástica.

     

    A Segurança na realização da Cirurgia Plástica de Lipoaspiração

    Cânula de lipoaspiraçãoExistem vários desafios que devem ser superados na realização da cirurgia de Lipoaspiração. O procedimento deve ser realizado por um médico treinado e especializado, no caso, um cirurgiao plástico, que deve estar preparado para realizar a lipoaspiração da maneira correta e segura. E é por envolver a saúde do(a) paciente que ele(a) deverá escolher bem seu cirurgiao plástico. A Lipoaspiração requer cuidados especiais e tem seus desafios, como saber remover a quantidade certa de gordura, dentro dos limites de segurança estabelecidos pelo Conselho Federal de Medicina, bem como respeitando a superfície corporal máxima a ser lipoaspirada, a fim de não causar um desquilíbrio hidroeletrolítico e nem expor o(a) paciente a riscos desnecessários durante a lipoaspiracao. Qualquer que seja a técnica utilizada pelo cirurgião plástico, esses limites devem ser seguidos: volume máximo a ser retirado de 5 a 7% do peso corporal, e superfície máxima lipoaspirada de 40% da superfície corporal total.

    A lipoaspiração não é um substituto das dietas, mas promove a remoção das gorduras que não respondem aos tratamentos de emagrecimento ou aos exercícios físicos.

     

    Técnicas de se realizar a Lipoaspiração pela quantidade de Fluído Injetado

    Lipoaspiração realizada “a seco”

    A técnica desenvolvida por Giogio Fischer de se realizar a lipoaspiração a seco, sem solução salina com vasoconstritor, atualmente não é muito utilizada, por ser arriscada e inviável no sentido de que promove muito sangramento. Deu espaço às técnica de retirada de gordura úmida e tumescente (lipoaspiração úmida e lipoaspiração tumescente).

    Lipoaspiração úmida

    A técnica de lipoaspiração úmida desenvolvida por Yves-Gerard Illouz na década de 70, que consiste na infiltração de uma solução salina antes de aspirar a gordura é até hoje largamente utilizada por todos os cirurgiões plásticos quando se trata da lipoaspiração “comum”. Sua relação entre a quantidade de líquido infundido e a quantidade de líquido aspirado é de 1:1.

    Lipoaspiração tumescente

    A técnica de lipoaspiracao tumescente que consiste em “inchar” previamente o tecido para aspirar a área determinada infiltrando maior quantidade de solução salina e anestésico desenvolvida por Klein em 1987, é ainda muito utilizada principalmente na hidrolipo (lipo light ou mini lipo). Sua relação entre a quantidade de líquido infundido e a quantidade de líquido que sai na lipoaspiração Londrina é de 2 a 3:1.

    Dr. Zamarian se utiliza das técnicas úmida e tumescente para realizar a lipoaspiração e a hidrolipo (lipo light ou mini lipo), respectivamente, além de ter aperfeiçoado essas técnicas com sua experiência pessoal.

     

    Lipoaspiração – Lipoplastia – Lipoescultura na Clínica Zamarian, Londrina, Paraná

    A Lipoaspiração é um procedimento de ponta oferecido na Clínica Zamarian em Londrina, Paraná. Além disso, Dr. Zamarian está entre os médicos bem treinados no que diz respeito a resultados de Lipoaspiração, devido à experiência adquirida durante seu treinamento na Clínica Pitanguy.

    Como é realizada a lipoaspiração

     

    Qual a quantidade de Gordura que pode ser retirada na minha Cirurgia de Lipoaspiração?

    Essa é a uma das perguntas mais frequentes em nossa Clínica sobre a lipoaspiração. Por se tratar de algo muito delicado, Dr. Zamarian segue estritamente os limites indicados pelo Conselho Federal de Medicina – o órgão máximo da medicina no Brasil atualmente. Este órgão trata da Lipoaspiração em sua Resolução nº 1.711/2003.

    Para cirurgia plástica estética em si, o volume máximo permitido a ser retirado numa cirurgia plástica de lipoaspiração é de 7% do peso corporal quando o cirurgiao se utilizar da técnica infiltrativa de lipoaspiração. O volume máximo a ser aspirado permitido pelo CFM quando o cirurgião realiza a lipoaspiracao pela técnica “seca” ou não infiltrativa é de, no máximo, 5% do peso corporal. Combinado a isso, o cirurgiao plástico não deve aspirar mais que 40% da área corporal total. Ou seja, disso tudo, podemos entender que tanto a quantidade de gordura a ser retirada na lipoaspiração, quanto a área a ser aspirada são limitadas pelo Conselho Federal de Medicina. E a regra está prevista no 9º artigo da Resolução nº 1.711/03:

    (…) CONSIDERANDO o decidido em sessão plenária de 10 de dezembro de 2003, resolve:
    art. 9º Que os volumes aspirados não devem ultrapassar 7% do peso corporal quando se usar a técnica infiltrativa; ou 5% quando se usar a técnica não-infiltrativa. Da mesma forma, não deve ultrapassar 40% da área corporal, seja qual for a técnica usada. (…)

    “Em média, 5 a 7 % do peso corporal equivale a 3 a 4 litros a serem aspirados em uma paciente com 60 quilos. Aspirar mais do que isso, implicaria distúrbios hidroeletrolíticos, aumentando os riscos da paciente. Além do mais, aspiração excessiva numa Lipoaspiração provoca dificuldade de hidratação adequada, posteriormente, na recuperação, além de abrir margem para eventos tromboembólicos” – explica Dr. Walter Zamarian Jr.

     

    Pré-operatório de Lipoaspiração Londrina

     

    Medicamentos que devem ser suspensos antes de se realizar a Lipoaspiração

    À recomendação do Dr. Zamarian, existem alguns medicamentos que, por interferirem com a coagulação do sangue, com os sedativos, com a anestesia ou com a adrenalina, devem ser suspensos quinze dias antes e depois da cirurgia plástica de Lipoaspiração, dentre eles estão:

    • Ácido Acetilsalicílico, conhecido por AAS, que é comercializado pelo nome de Aspirina, Alka Seltzer, Bufferin, etc;
    • Ginko Biloba;
    • Arnica;
    • Antidepressivos tricíclicos (amitriptilina, clomipramina, nortriptilina, etc);
    • Anticoagulantes orais (marcumar, marevan, etc);
    • Moderadores de apetite e Medicamentos para Emagrecer (anfetaminas, sibutramina, etc).

    Medicamentos para dormir e ansiolíticos, de um modo geral, não precisam ser descontinuados nem antes e nem depois da realização da Lipoaspiração. Porém, Dr. Zamarian acha sempre bom lembrar seus pacientes de que eles devem especificar na consulta todos os medicamentos que usam ou que usaram nos últimos meses, para que eles não interfiram na sua cirurgia de Lipoaspiração.

     

    Exames necessários Antes de se Realizar a Cirurgia de Lipoaspiração

    Antes de se realizar a cirurgia plástica de Lipoaspiração, é necessária a realização de alguns exames, para que Dr. Zamarian possa avaliar a saúde do paciente, inclusive proporcionar segurança ao procedimento, que são:

    • Hemograma completo + plaquetas
    • TAP com INR + KPTT
    • Uréia
    • Creatinina
    • Glicemia em jejum
    • Proteínas totais e frações
    • Urina I
    • Eletrocardiograma
    • Risco cirúrgico (avaliação com cardiologista)

     

    Tipos de Lipoaspiração realizadas pelo Dr. Zamarian

    Incisão para LipoaspiraçãoA Clínica Zamarian dispõe de 3 tipos de Lipoaspiração, que são realizadas em centro cirúrgico pelo Dr. Zamarian.

    • Lipoaspiração Convencional (para volumes ou áreas maiores);
    • Lipoescultura (Lipoaspiração associada a Enxerto de Gordura);
    • Hidrolipo (Lipo Light ou Mini Lipo).

     

    A Sedação e Anestesia Peridural na Cirurgia de Lipoaspiração

    A lipoaspiração é realizada com o paciente sedado e anestesiado. A sedação vai depender de cada paciente e será analisada por nosso anestesista Dr. Hussein Fayez Mohana. No arsenal de medicamentos que ele utiliza para sedação estão presentes:

    • Midazolam
    • Diazepam
    • Ketamina
    • Propofol
    • Fentanila

    * Nenhum dos medicamentos acima pode ser encontrado na forma injetável, como utilizamos, nas farmácias.

    Anestesia para a LipoaspiraçãoEm se tratando da anestesia na cirurgia de lipoaspiração, Dr. Zamarian utiliza a anestesia peridural, a qual é feita com uma só punção na região dorsal com o paciente deitado de lado e já sedado, de forma que o paciente não tenha lembrança desse momento. Esta anestesia promove um bloqueio sensitivo em uma grande região que engloba desde a clavícula e pode ir até os joelhos, sem bloqueio motor e por este motivo não interfere com os músculos da respiração durante a lipoaspiração.

    Para proporcionar maior segurança ao paciente, Dr. Hussein, nosso anestesista, acompanha toda a cirurgia plástica de lipoaspiracao, desde o começo ao fim, junto ao Dr. Zamarian. A presença do anestesista durante a realização da lipoaspiração é essencial para que se possa monitorar pressão, pulso, temperatura, respiração, grau de sedação, diurese e hidratação do paciente durante todo o procedimento.

     

    A Cirurgia da Lipoaspiração

    A Lipoaspiração Londrina se inicia com uma incisão muito pequena na área a ser operada para acessar a gordura logo abaixo da pele. Através dessa incisão, insere-se um tubo fino que se chama cânula de lipoaspiração, que é utilizada para remover gordura gentilmente. Dr. Zamarian utiliza um lipoaspirador acoplado à cânula de lipoaspiração para sugar e armazenar a gordura. O procedimento de lipoaspiração pode ser usado para tratar áreas como abdômen, culotes, flancos, braços, papada e dorso. Quando se retira gordura de uma área e em seguida se enxerta essa gordura em outra região (ex. Glúteos), o procedimento tem se chamado de lipoescultura.

     

    Incisões realizadas na Cirurgia de Lipoaspiração

    As incisões feitas na lipoaspiração têm de um a dois centímetros e geralmente ficam em lugares estratégicos e imperceptíveis. Na lipoaspiração, o local das incisões varia de acordo com a área que vai ser aspirada. Quanto a direção (horizontal, vertical ou oblíqua) das incisões realizadas na lipoaspiração, estas seguem as linhas de força da pele de acordo com Langer (1861). As incisões na lipoaspiração são as seguintes:

    • Lipoaspiração de Braços – uma incisão é feita no cotovelo e outra na axila;
    • Lipoaspiração de Abdômen – uma incisão é feita no umbigo e duas baixas na região pubiana (dentro do “biquini”);
    • Lipoaspiração de Flancos – uma incisão baixa é feita entre os glúteos dentro do biquini (região do “cofrinho”) e outra no meio das costas;
    • Lipoaspiração de Culotes – são feitas três ou quatro incisões de cada lado, dependendo da necessidade de aspiração da área, que ficam imperceptíveis após a cicatrização.
    • Lipoaspiração da região Infra-glútea (“Bananinha”) – duas incisões são feitas no nível dos glúteos;
    • Lipoaspiração de Submento (“Papada”) – uma incisão é feita atrás de cada orelha e outra no queixo;
    • Lipoaspiração de Dorso (“Costas”) – são feitas duas incisões de cada lado;
    • Lipoaspiração de Face Interna de Coxa – são feitas duas incisões, uma de cada lado na virilha;
    • Lipoaspiração de Joelhos – são feitas duas incisões, uma em cada joelho.

     

    Qual a Composição da Solução de Infiltração utilizada pelo Dr. Zamarian na Lipoaspiração convencional?

    Culotes sem gordura localizadaDr. Zamarian prepara a solução de infiltração a ser injetada antes de começar a cirurgia plástica de lipoaspiração:

    • 500 mL de soro fisiológico a 0,9%;
    • 1 mL de adrenalina 1:200.000.

    “Uma área somente é aspirada cerca de 12 minutos depois que foi infiltrada com a solução de soro com adrenalina para que esta surta seu pleno efeito vasoconstritor, minimizando a perda de sangue durante a lipoaspiração e diminuindo também as chances de equimoses, conhecidas popularmente por ‘roxos’, no pós-operatório” – explica Dr. Walter Zamarian Jr.

     

    Qual é o tempo de duração da Lipoaspiração?

    O Tempo de Duração da cirurgia plástica de Lipoaspiração é bastante variável, pois depende muito do cirurgião plástico que vai realizar o procedimento, bem como se deve considerar a área total a ser aspirada. Enfim, o tempo de duraçao da Lipoaspiração em si, vai sempre variar dependendo do caso. Considerando os bons anos de experiência do Dr. Zamarian, uma cirurgia de Lipoaspiração realizada por ele pode levar uma hora, para os casos mais simples, podendo atingir até cinco horas de duração, na Lipoaspiração que envolve uma área maior.

     

    Características da Cirurgia Plástica de Lipoaspiração

    • as técnicas de lipoaspiração são consideradas válidas e consagrada dentro do arsenal da cirurgia plástica; (art. 1, resolução 1.711/03, CFM);
    • a lipoaspiração deve ser executada em sala de cirurgia equipada para atendimento de possíveis intercorrências inerentes a qualquer ato cirúrgico; (art. 5, resolução 1.711/03, CFM)
    • a lipoaspiracão não deve ser indicada para emagrecimento;
    • a cirurgia plástica de lipoaspiração promove diminuição do volume de gordura imediatamente, porém, os resultados finais da cirurgia só são vistos depois de atenuado o edema, cerca de dois meses após;
    • melhora o contorno corporal, ou seja, a silhueta do paciente, com pequena interferência na balança, entretanto algumas pacientes associam à dieta e chegam a perder até seis a sete quilos nos primeiros dois meses;
    • não se indica a lipoaspiração para pessoas com sobrepeso;
    • a lipoaspiração é realizada em centro cirúrgico, com o paciente sedado e anestesiado;
    • a cirurgia de lipoaspiração realizada pelo Dr. Zamarian pode levar de 1 a 5 horas, dependendo do tamanho da área a ser aspirada;
    • o paciente deverá ficar internado no hospital por 24 horas depois de realizada a lipoaspiração, recebendo alta somente no dia seguinte;
    • nos casos de hidrolipo, não há internação e o paciente pode ir para casa duas horas após o término do procedimento;
    • o pós-operatório da lipoaspiracao é relativamente tranquilo e o paciente deve seguir as recomendações do médico para maior segurança em sua recuperação.

     

    Vantagens da Lipoaspiração

    • melhora imediata da auto-estima do paciente que realizou a lipoaspiração;
    • a lipoaspiração pode diminuir medidas em poucos minutos em áreas que se pode escolher;
    • resultados incomparáveis àqueles que a dieta proporciona;
    • com a lipoaspiração é possível redefinir totalmente o contorno corporal;
    • o procedimento da lipoaspiração é seguro e 100% eficiente nos casos de gordura localizada;
    • pode atenuar a celulite quando esta se encontra na área que a ser aspirada;
    • a lipoaspiração promove excelente melhora na silhueta do paciente, realçando as formas corporais;
    • recuperação da lipoaspiração é rápida;
    • a lipoaspiração é uma modalidade de cirurgia plástica praticamente sem cicatrizes;
    • cirurgia rápida com resultados excelentes.

     

    Indicação da Lipoaspiração: Para quem é indicada a Cirurgia Plástica de Lipoaspiração?

    Iniciando a Lipoaspiração na mesa de cirurgiaA lipoaspiração não é indicada para emagrecimento. Nem para estímulo ao emagrecimento, principalmente por que a lipoaspiração, bem como qualquer cirurgia, tem seus riscos aumentados em pacientes com sobrepeso. Isso deve a alguns fatores:

    • primeiramente, os medicamentos utilizados para sedação e anestesia na lipoaspiração ou em qualquer cirurgia são depositados na gordura e os pacientes com excesso de gordura podem precisar de doses maiores de anestésicos, aumentando seus efeitos colaterais;
    • o sobrepeso pode levar a alterações secundárias, como diabetes, hipertensão e aumento do colesterol (tríade X), que pode aumentar o risco de eventos coronarianos;
    • o excesso de gordura corporal é um dos fatores de aumento de risco de trombose venosa profunda após a lipoaspiração.

    Portanto, por não se tratar de uma cirurgia que visa o emagrecimento do paciente, a lipoaspiracao deve ser feita em pessoas que estejam bem próximas do peso considerado ideal e desejam somente eliminar algumas gorduras localizadas que os exercícios sozinhos não são capazes de eliminar, como, por exemplo, o culote, os flancos e a região do abdomen.

    Quando a lipoaspiração é utilizada como tratamento de gorduras localizadas ou gorduras em excesso, a lipoaspiração se torna um procedimento totalmente seguro, muito eficaz, que promove lindo contorno corporal.

     

    Cálculo do Peso Corporal para se poder realizar a Lipoaspiração

    Para se calcular um peso até onde se pode ter segurança na lipoaspiração e garantia de resultados, soma-se 10% ao valor de centímetros que a pessoa ultrapassa de um metro de altura:

    • por exemplo, uma pessoa com 1,60 m de altura pode ser submetida a uma lipoaspiração com um peso máximo de 66 kg (1,60m – 1,00m= 60 | 60 + 10% de 60= 66kg). Esse é um parâmetro de orientação seguido na clínica Zamarian, mas não é 100% rígido, pois depende de outros fatores constitucionais de cada paciente.

     

    A Contra-indicação da Cirurgia Plástica de Lipoaspiração

    Existe apenas uma contra-indicação para a lipoaspiração, que é o sobrepeso. A lipoaspiração realizada em um paciente muito acima de seu peso pode ter resultado pequeno ou mesmo se tornar uma cirurgia insegura por necessitar de retirada de grandes volumes para se fazer diferença. Além disso, o número de células de gordura retiradas numa lipoaspiração nesses casos é menor, pois elas têm um volume maior por estarem inchadas. Por esse motivo, seguimos na Clínica Zamarian a regra de até 10% dos centímetros que ultrapassam um metro, conforme mencionamos acima.

     

    Áreas do Corpo e Rosto a serem beneficiadas pela Lipoaspiração

    Basicamente, Dr. Zamarian realiza a cirurgia de lipoaspiração nas seguintes áreas do corpo e da face:

    • Braços: para retirada da gordura localizada principalmente na parte súpero-posterior dos braços;
    • Abdômen: a lipoaspiração da região abdominal é uma das mais realizadas em nossa Clínica, principalmente por pacientes mulheres, que grande facilidade de acumular gordura nesta região;
    • Dorso: popularmente conhecido por “gordurinhas das costas”, a lipoaspiração de dorso é sempre indicada para quem tem algumas gordurinhas localizadas na parte dorsal, geralmente incomodando mais quando fica próxima aos flancos ou na altura do soutien;
    • Flancos: os famosos “pneuzinhos” também são um dos maiores alvos da lipoaspiração. Os flancos incomodam por marcarem nas roupas e ficarem muito à vista;
    • Face Interna de Coxas: a região interna da coxa acumula facilmente gordura, e, dificilmente a pessoa consegue perder a gordura desta região, é por isso que a lipoaspiracao é indicada nesta região;
    • Joelhos: a região interna do joelho, às vezes, por acumular mais gordura acaba se tornando um incômodo. Com a lipoaspiração de joelhos, Dr. Zamarian consegue eliminar parte considerável, se não por completo, da gordura que fica envolta do joelho;
    • Submento (“Papada”): existem duas alternativas para a correção da “papada”, que são realizadas pelo Dr. Zamarian. A primeira seria um lifting para os casos em que há excesso de pele juntamente com a gordura; a segunda, da qual falaremos mais a fundo, seria a lipoaspiração de submento que é indicada nos casos em que há somente o excesso de gordura. A correção da papada é muito requisitada, tendo em vista que esta correção rejuvenesce muito e promove uma sensação de emagrecimento imediato;
    • Culotes: os indesejáveis culotes podem ser totalmente removidos com a lipoaspiração. É claro que este resultado também dependerá muito do paciente e do limite a ser aspirado. A lipoaspiração de culotes proporciona resultados excelentes;
    • Região Infra-glútea (“Bananinha”): a gordura localizada na região da conhecida “bananinha” é extremamente difícil de eliminar somente pela dieta e pelo exercício por ser uma gordura persistente. A lipoaspiração da região infra-glútea é uma ótima opção para gorduras persistentes e que não resolvem com dieta e exercícios.

    Antes e depois da lipoaspiração

     

    O Tempo de Internação após realizada a Lipoaspiração

    A lipoaspiração normalmente envolve retirada média de 3 a 4 litros de gordura, sendo necessário para isso, um período de internação de 24 horas para adequada hidratação venosa, evitando que a paciente tenha tontura em casa depois do procedimento. Na rotina da Clínica Zamarian, a paciente interna na manhã da cirurgia, dorme à noite no hospital e na manhã seguinte tem alta após a troca dos curativos e colocação da cinta.Já na hidrolipo, por se retirar apenas 1 litro por etapa, pode-se realizar a hidratação em casa com Gatorade e água de côco, não necessitando de internação para isso.

     

    Os Cuidados Pós-operatório da Cirurgia Plástica de Lipoaspiração

    A Lipoaspiração é normalmente realizada na parte da manhã, sendo que a paciente é internada 1 hora antes da cirurgia. Os pacientes que realizam a Lipoaspiração permanecem internados até a manhã seguinte, completando, no total, 24 horas de internação. É na manhã seguinte à lipoaspiração que Dr. Walter Zamarian Jr, em sua visita habitual, troca os curativos do paciente, ocasião em que se recebe alta e pode ir para casa, porém, o paciente deve tomar alguns cuidados em casa principalmente por não estar mais sob os cuidados de pessoas treinadas para isto.

    Após realizada a lipoaspiração, Dr. Zamarian irá então fazer algumas recomendações para o pós-operatório, para que o paciente possa ficar seguro em casa. Essas recomendações deverão ser seguidas com disciplina a fim de que se obtenha melhores resultados e que o pós-operatório da lipoaspiração seja o menos doloroso possível. O processo de recuperação da lipoaspiração é relativamente curto, pois em um mês após feita a lipoaspiração o paciente já é liberado para realizar algumas atividades físicas leves e quando se completa dois meses de cirurgia de lipoaspiração, o paciente já está liberado para quaisquer atividades, esforços e esportes que venha a praticar. Basicamente, o paciente usa uma malha compressiva por dois meses após a lipoaspiração e é recomendável ausentar-se das atividades físicas durante o primeiro mês. A drenagem linfática é iniciada no quinto dia depois da lipoaspiração, enquanto a endermologia somente começa a ser realizada a partir do décimo dia.

    As orientações do pós-operatório de lipoaspiração são:

    • A Reidratação (Reposição Eletrolítica): Durante a cirurgia de lipoaspiração, juntamente com a gordura, muito líquido do organismo é eliminado, como a água e sais minerais. Esta perda precisa ser reposta e o paciente precisa se reidratar para que isto não interfira em sua saúde e nem no resultado da lipoaspiracao. Dr. Zamarian faz somente uma ressalva em relação a maior ingestão de líquidos, qual seja, nos três primeiros dias do pós-operatório de lipoaspiração, o paciente deverá ingerir bebidas isotônicas, como o Gatorade e a água de côco, que além de hidratarem, são ótimos repositores eletrolíticos. Ante a isto, a reidratação correta deverá ser feita por estas bebidas isotônicas, paralelamente à ingestão de água mineral e sucos ou outras bebidas não alcoólicas. Dr. Zamarian explica que tanto a água mineral como sucos não têm potássio e sódio necessários a absorção, por isso a quantidade que se ingere destes líquidos acaba saindo pela urina, não permanecendo no organismo, sendo ineficazes na hidratação após a lipoaspiração. Portanto, o paciente deve lembrar de se reidratar logo após realizada a lipoaspiração, ingerindo bebidas isotônicas nos três primeiros dias;Drenagem linfática após a lipoaspiração
    • O uso da Cinta (Malha Compressiva) após a lipoaspiração: o paciente deverá usar uma malha compressiva durante dois meses, considerando que a cinta ajuda a diminuir o inchaço e acelera a recuperação da lipoaspiração, além de diminuir as cicatrizes que se formam no meio da gordura que não foi lipoaspirada;
    • A Drenagem Linfática Manual: cinco dias depois de realizada a lipoaspiração, o paciente deverá iniciar as sessões de drenagem linfática que é realizada manualmente por uma fisioterapeuta especializada, em nossa Clínica. A drenagem linfática após a lipoaspiração acelera a recuperação e estimula a circulação, ajudando na cicatrização. Além disso, ela diminui o edema (inchaço) e dores do pós-operatório, sendo essencial para obter o resultado desejado;
    • A Endermologia após Lipoaspiração: a partir do décimo dia depois de realizada a lipoaspiração, nossa fisioterapeuta iniciará a endermologia que consiste num tratamento com um aparelho com ventosa, a qual realiza sucção na pele, quebrando a cicatriz que se forma no meio da gordura, evitando formação de fibroses e aderências, o que resulta em uma pele macia e mais próxima do natural. É importante salientar que a endermologia só é eficaz quando iniciada antes de se completar um mês de realizada a lipoaspiração, e que, ao contrário de que muitas pessoas imaginam, a endermologia não causa flacidez, nem após lipoaspiração, nem em qualquer outra situação;
    • O Curativo: o paciente não deve molhar os curativos da lipoaspiração até o primeiro retorno ao consultório, que normalmente acontece por volta do terceiro dia após feita a Lipoaspiração;
    • A Dieta: não existem restrições na dieta do pós-operatório da lipoaspiração. O paciente deverá continuar com sua dieta normalmente, como de costume. Isso também inclui dizer que comer ovo, peixe, carne de porco e chocolate está autorizado;
    • O Cigarro e a Lipoaspiração: o paciente não deve fumar quinze dias antes e nem quinze dias depois de realizada a Lipoaspiração;
    • O Sol: o paciente que realizou a lipoaspiração deve evitar pegar sol por seis meses, sendo que após o terceiro mês fica autorizado pegar o sol do começo da manhã (das 8h às 10h) e do final do dia (a partir das 16h) com filtro solar fator 30 ou 40 nas cicatrizes;
    • As Atividades Físicas: até o primeiro mês após a lipoaspiração não é recomendável carregar peso e nem realizar esforços físicos, por mais leves que sejam. O paciente deve se ausentar de qualquer atividade física no primeiro mês depois da lipoaspiracao. A partir do segundo mês após feita a lipoaspiração, pode-se realizar qualquer atividade física, inclusive as atividades mais pesadas;
    • O Ambiente: o paciente que realizou a lipoaspiração deve dar sempre preferência a ambientes frescos e com boa ventilação, se possível, que tenha ar-condicionado, lembrando sempre que o calor faz aumentar o edema (inchaço), principalmente nas primeiras 48 horas após a cirurgia;
    • A Direção: é somente nos primeiros cinco dias a uma semana após feita a lipoaspiração que o paciente não deve dirigir, principalmente pelo risco de tontura enquanto se dirige, principalmente em lipoaspirações de grandes volumes ou extensas superfícies.

     

    O que são Isotônicos ou Bebidas Isotônicas?

    Os líquidos isotônicos são bebidas à base de água, sais minerais e carboidratos (variando entre 6 e 8%), quase na mesma concentração dos fluídos do corpo humano que são ideais para reidratação (reposição eletrolítica) quando houve grande perda de líquidos no organismo, seja por atividade física intensa ou por uma cirurgia plástica de lipoaspiração, por exemplo. São chamados de isotônicos por possuírem formulação semelhante ao plasma, o qual facilita a absorção.

    Bebidas isotônicasNo momento da escolha do isotônico ideal, não atente só para o fator preço, mas também para os pequenos detalhes que passam despercebidos nos rótulos dos isotônicos mais comuns. A quantidade e o tipo de carboidrato contido na bebida têm papel importante; o total recomendado de carboidratos contidos nos isotônicos é de, no máximo, 20 gramas, para que o organismo absorva rapidamente esta quantidade, pois, quanto mais se ultrapassar essa quantidade, mais lentamente serão absorvidos. Quando tratamos do tipo de carboidrado que deve estar presente nesta bebida, quem está comprando que deve ficar atento a composição da fórmula. Para que a fórmula seja balanceada, ela deve apresentar glicose, frutose e sacarose proporcionais. O problema é que a maioria dos isotônicos tem em sua fórmula altíssimas quantidades de sacarose, deixando a glicose e a frutose de lado. Como já falamos anteriomente, a presença do sódio e do potássio são essenciais para facilitar a absorção de água pelo organismo. Além do sódio e do potássio, a adição do cloreto e de vitaminas na fórmula também é positiva.

    Por fim, Dr. Zamarian indica a ingestão do isotônico preferencialmente gelado, pois promove um esvaziamento gástrico mais rápido, facilitando que o paciente logo sinta os benefícios trazidos por essa bebida.

    Curiosidade

    A água de coco é um isotônico natural delicioso que apesar de ter baixo teor de sódio (que é necessário para manutenção da água no organismo) tem baixa caloria e alto teor de potássio, que também ajuda a manter a água no organismo, como o sódio. Além disso, o potássio presente na água de côco é um íon com grande concetração no intracelular e sua ingestão ajuda a prevenir fraqueza, especialmente no pós-operatório de lipoaspiração.

    O sódio está presente principalmente no meio intravascular e sua ingestão após a lipoaspiração ou grandes exercícios ajuda a manter a água no organismo, evitando que ela seja eliminada na urina, permitindo uma hidratação mais eficaz após uma lipoaspiração.

     

    O Pós-operatório da Cirurgia de Lipoaspiração é doloroso?

    O pós-operatório da Lipoaspiração é um pouco doloroso, porém isso é muito inividual, pois há quem não sinta dor alguma, mesmo após cirurgia de Lipoaspiração onde se retira bastante volume. De qualquer forma, para os casos em que se percebe uma necessidade um pouco maior de analgésicos durante a internação, Dr. Zamarian prescreve para casa analgésicos mais potentes, para sedar a dor e tornar o pós-operatório da Lipoaspiração o mais confortável possível. Evitando-se a movimentação excessiva e realização de esforços, o pós-operatório da lipoaspiração provavelmente será bem melhor e menos doloroso para o paciente.

     

    Resultado Definitivo da Lipoaspiração

    Os resultados da lipoaspiração começam a aparecer bem após a terceira semana, podendo haver mudanças até os seis meses seguintes à lipoaspiração. Dr. Zamarian costuma tirar as fotos de pós-operatório com dois meses de lipoaspiração, quando já se tem um resultado próximo do definitivo. É de suma importância ressaltar que os resultados da lipoaspiração não são eternos, ao menos que o paciente cuide bem de sua alimentação e de sua vida ativa, evitando grandes alterações de peso. Quando falamos em resultados definitivos da lipoaspiração, não estamos queremos dizer que a lipoaspiração é definitiva, que as formas e contornos pós-lipoaspiração não poderão mais mudar. Estamos falando do resultado final esperado da lipoaspiração realizada, do tempo necessário que leva para paciente poder ver o resultado da lipoaspiração que envolve a melhora na forma, a diminuição do volume e a volta da sensibilidade, considerando que os resultados da lipoaspiracao não aparecem de imediato pois estão encobertos pelo edema (inchaço) e pelas equimoses (roxos). Somente o tempo e os cuidados necessários pós-lipoaspiração que permitirão que o resultado definitivo apareça.

    1. Primeiro período: chamado de período imediato da lipoaspiração, compreende os 30 primeiros dias pós-lipoaspiração. Neste período, as equimoses (roxos) aparecerão e o edema (inchaço) provocado pela lipoaspiração não vai deixar o resultado aparecer de imediato. Os contornos das áreas onde foi realizada a lipoaspiração estarão ainda muito aquém do que se pretende como resultado, tendo em vista que o edema será inevitável depois de realizada a lipoaspiração. Até que se atinja a forma definitiva que a lipoaspiração promove, o corpo passará por mudanças. Algumas áreas incham mais, outras menos, sendo que o edema vai desaparecendo com o tempo. Tomando os cuidados necessários do pós-operatório e as recomendaçoes do Dr. Zamarian, a paciente poderá logo enxergar o resultado da lipoaspiração.
    2. Segundo período: conhecido por período mediato da lipoaspiração, ele compreende o espaço do 30 dia até, aproximadamente, o 4 mês após realizada a lipoaspiração. Neste período, o edema começa a desaparecer, as equimoses começam a se amenizar e os contornos corporais começam a apresentar considerável evolução, quase atingindo a forma definitiva depois de realizada a lipoaspiração. A hipersensibilidade ou insensibilidade da área aspirada pode se acentuar ou se atenuar, o que é muito comum neste período. Apesar de a maioria das pacientes já ficarem satisfeitas com os resultados quando se aproxima o final do período mediato da lipoaspiração, Dr. Zamarian lembra que até o final do período tardio da lipoaspiração os resultados ficarão impecáveis, melhores do que se encontram.
    3. O último período, conhecido por tardio, compreende o 4º, 5º e 6º mês após realizada a lipoaspiração. É neste período que a cirurgia plástica de lipoaspiração atinge seu resultado definitivo, quando se trata dos contornos corporais, volume que foi diminuído e sensibilidade após lipoaspiração. O resultado final da lipoaspiração também depende muito do grau de elasticidade da pele e se o volume de gordura foi aspirado corretamente e dentro do que o corpo do paciente permite. Passados seis meses de realizada a lipoaspiração, o resultado final da lipoaspiração já pode ser totalmente notado pelo paciente, considerando que nesta fase os contornos corporais estarão uniformes, sem edemas e com o volume diminuído.

     

    Há algum Risco na Cirurgia de Lipoaspiração?

    É inegável que todas as cirurgias têm seus riscos. Porém, o risco não depende só da cirurgia em si. Depende muito das condições física e mental e da saúde de quem vai operar. É exatamente por isso que Dr. Zamarian faz uma requisição de exames antes da lipoaspiração, para avaliar a condição do paciente. Um dos principais exames quando tratamos dos riscos da cirurgia é o chamado ‘risco cirúrgico’, que consiste numa avaliação minuciosa realizada por um cardiologista que, ao final, vai dar seu parecer sobre o paciente.

    A avaliação do paciente pelo médico antes da lipoaspiração é importantíssima pois ele pode antever a possibilidade de se realizar o procedimento de lipoaspiração de uma forma segura, sem a necessidade de se fugir dos limites de segurança para se alcançar o resultado desejado.

     

    As possíveis Complicações decorrentes da Lipoaspiração

    São relatadas na literatura algumas complicações possíveis decorrentes da lipoaspiração como: infecção, trombose venosa profunda, tromboembolismo pulmonar e embolia gordurosa, que nunca ocorreram na experiência do Dr. Zamarian, em seus quase dez anos atuando no ramo da cirurgia plástica. Irregularidades de relevo podem ser decorrentes do processo de cicatrização após a lipoaspiração e fibrose, individuais de cada organismo e ocorrem em menos de 3% dos casos.

    “Para se evitarem irregularidades, o cirurgião plástico pode utilizar uma técnica de lipoaspiração com cânulas finas, as quais têm orifícios em apenas uma de suas faces, fazendo com que esta face permaneça voltada para baixo durante a cirurgia, aspirando apenas a gordura um pouco mais profunda, poupando impedindo a retirada de gordura imediatamente abaixo da pele. Além disso, pode-se realizar cruzamento de túneis na lipoaspiração para abaixar de uma forma uniforme a pele e gordura, tomando o cuidado para marcar o tempo e volume em cada área aspirada”, explica Dr. Zamarian.

     

    Flacidez: existe a possibilidade de a pele ficar flácida após uma Lipoaspiração?


    A possibilidade de a pele ficar flácida após uma lipoaspiração existe. A flacidez após uma lipoaspiração pode ser evitada, em alguns casos, pela simples escolha correta do tratamento pelo cirurgião plástico. A escolha errônea do tratamento a ser realizado no paciente é uma das causas de maior incidência de flacidez. A lipoaspiração não deve ser indicada para pacientes que tenham previamente uma flacidez importante ou que tenham a elasticidade da pele diminuída, para esses casos pode ser indicada a abdominoplastia ou miniabdominoplastia. Uma pele sadia que tem boa elasticidade pode se retrair e acompanhar perfeitamente o volume da região aspirada após a lipoaspiração, porém, se esta capacidade de se estirar ou de se retrair (elasticidade) estiver prejudicada, as chances de ocorrer uma flacidez, neste caso, são grandes.

    Dr. Zamarian explica que a área mais suscetível de flacidez, tanto antes quanto depois de realizada a lipoaspiração, é a do abdômen. Após a prévia avaliação do caso de lipoaspiração na região do abdômen, Dr. Zamarian às vezes prefere se utilizar da solução de hidrolipo, que é diferente da usada na lipoaspiração comum, para infiltrar no tecido, tendo em vista que a solução salina utilizada na hidrolipo promove uma retração maior da pele no pós-operatório da lipoaspiração, diminuido os casos de flacidez nos casos selecionados.

    Convém ressaltar também que, teoricamente, quando maior foi o volume aspirado numa lipoaspiração, maior será a dificuldade da pele de se retrair e acompanhar o novo contorno corporal, e é por isso, dentre outros motivos, que o uso da cinta compressora no pós-operatório da lipoaspiração se torna uma necessidade importante para o paciente. O cirurgião plástico, após realizar um cuidadoso exame no paciente que deseja se submeter a lipoaspiração, poderá afirmar se naquele caso esta ocorrência de flacidez é possível ou não, indicando o melhor tratamento para seu caso.

     

    Como manter a Silhueta depois da Lipoaspiração

    Mantendo o resultado da lipoaspiraçãoUma outra pergunta feita com frequência em nossa Clínica é sobre a manutenção da silhueta após a lipoaspiração. A cirurgia plástica de lipoaspiração melhora o contorno corporal, mas, infelizmente, não retira a responsabilidade do paciente de tomar cuidados em relação a alimentação e do controle do peso para manter a nova silhueta. Exercícios físicos moderados e uma dieta balanceada aliados a um estilo de vida saudável são suficientes para que o paciente não perca os resultados que a lipoaspiração oferece.

     

    A Ginecomastia e a Lipoaspiração Londrina

    A ginecomastia é o aumento das mamas no homem. Existem diversos graus de ginecomastia:

    • grau I: aumento discreto do volume das mamas, sem flacidez de pele;
    • grau II: aumento moderado de volume, com pequena flacidez de pele;
    • grau III: aumento importante de volume, com moderada flacidez de pele;
    • grau IV: grande aumento das mamas, com flacidez de pele importante.

    Nos casos de graus I e II, normalmente realizamos apenas a lipoaspiração com ou sem a retirada de glândula mamária em excesso. Essa retirada é realizada através somente de uma incisão periareolar inferior. Os pacientes com grau II, conseguem diminuição da flacidez de pele com retração após a lipoaspiração. Nos casos de grau III, a cirurgia indicada é a lipoaspiração com retirada de pele periareolar, resultando em uma cicatriz de boa qualidade ao redor das aréolas. Já nos casos de ginecomastia grau IV , a cirurgia indicada é mamoplastia redutora e dispensa a lipoaspiração.

     

    Síndromes Associadas à Lipoaspiração

     

    Síndrome de Morel-Lavallee

    Descrita pela primeira vez em 1848, a síndrome de Morel-Lavallee é caracterizada por uma lesão de partes moles na região do quadril (trocanteriana), sobretudo decorrente de um trauma fechado onde há o desenluvamento do tecido celular subcutâneo e subsequente acúmulo de líquido sero-sanguinolento na região. Pode, muitas vezes, passar despercebido num primeiro momento, mas que pode evoluir, no processo de absorção do líquido, como uma irregularidade de contorno do quadril. O tratamento da síndrome de Morel-Lavallee pode ser realizado com uma simples lipoaspiração, que restabelece o contorno natural da região.

     

    Síndrome de Madelung

    A síndrome de Madelung, ou lipomatose simétrica múltipla, tem como característica principal o acúmulo de gordura não-encapsulada no corpo, normalmente de modo simétrico e principalmente na região do pescoço e ombros. Tem etiologia incerta, mas os pacientes acometidos frequentemente têm história de alccolismo ou doenças metabólicas. O tratamento pode ser realizado com lipoaspiração, ou lipectomia aberta (retirada da gordura com incsiões na pele), mas como a gordura não é encapsulada, sua recorrência é frequente na síndrome de Madelung, mesmo com esses tratamentos.

     

    Resoluções do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre a Lipoaspiração

    Todos os procedimentos realizados pelo Dr. Zamarian, incluindo a hidrolipo e lipoaspiração, seguem as normas contidas nas Resoluções do Conselho Federal de Medicina, em especial as de números 1.409/94 e 1.711/03. Esta última reconhece que a lipoaspiração é um ato de cirurgia plástica e estabelece os parâmetros de segurança dos procedimentos de lipoaspiração.

     

    Agende uma consulta sobre Lipoaspiração e Lipoescultura com Dr. Walter Zamarian Jr.

    Para agendar uma consulta com Dr. Zamarian para conversar sobre lipoaspiração, lipoescultura, abdominoplastia, cirurgia reparadora, lipo, entre outras, entre em contato com a Clínica Zamarian em Londrina, Paraná, Brasil.

     

    Nosso Vídeo sobre Lipoaspiração


    Apresentação em vídeo pelo Dr. Walter Zamarian Jr. sobre Lipoaspiração – Hidrolipo – Lipoescultura.